segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Cadernos originais

Estamos quase no final das férias e começamos a pensar no material necessário para o inicio da escola. Há imensa oferta de todo o material mas se quiserem mesmo material original, o melhor é fazê-lo ou personalizá-lo.





Vai precisar:

- 1 caderno A4 básico (sem desenhos na capa)
- 1 folha de papel cavalinho A4
- Lápis de carvão
- Régua
- Aguarelas
- Pincel
- cola branca
- fita adesiva de papel (ou outra fita que seja possível descolar do papel)







1. Desenhe um rectângulo de 11cm por 6cm na parte de cima da folha. Coloque fita adesiva por dentro do rectângulo.

2. Ponha um pouco de água nas aguarelas e pinte à volta do rectângulo com bastantes cores. Salpique a folha, deixe a tinta cair aleatoriamente na folha e faça borrões. 



3. Quando a tinta tiver seca, retire com cuidado a fita adesiva do rectângulo. Esse espaço deverá estar branco e por isso destaca-se no meio da pintura.

4. Escreva com lápis coloridos o nome da disciplina em que vai utilizar o caderno ou outra mensagem que queira.



5.Com o pincel lavado, pincele cola branca na capa do caderno e cole a folha em cima. Volte a por cola nos cantos, se for necessário. 





Pode usar esta técnica e em vez de pintura aleatória, fazer um desenho com as aguarelas. 


Outra forma de personalizar cadernos, é utilizar folhas coloridas, com desenhos, papel de revista ou papel decorativo. Corte o papel à medida e cole-o. Desenhe um rectângulo de outra cor e cole na parte de cima da capa. Escreva o nome da disciplina com lápis ou canetas coloridas. Pode também colar letras recortadas de uma revista ou impressas em casa. 









terça-feira, 2 de agosto de 2016

Colchão de água


Há uns dois anos quando vi na Internet a ideia deste colchão de água fiquei logo cheia de vontade de experimentar. E finalmente experimentei. Não achei muito complicado de fazer e é super divertido para brincar num dia quente como os que temos tido este ano.





Vai precisar:

- Plástico a metro 
- Papel vegetal - pode ser o papel utilizado em culinária 
- Ferro de engomar
- Corante alimentar - opcional
- Mangueira de água
- Fita adesiva larga



Corte o plástico na medida, caso não o tenho comprado no tamanho que deseja. Como o plástico vai ser dobrado ao meio tem de ter o dobro da largura. Por exemplo: para um colchão de 1 por 2 metros, necessita ter um plástico com 2 por 2 metros. 

Ligue o ferro e deixe aquecer bem. Estique o plástico no chão e dobre-o a meio.

Corte cerca de 50cm de papel vegetal e dobre-o ao meio. Abra o papel e ponha por dentro um dos lados do colchão, alinhando as duas partes do plástico na dobra do papel. Passe com o ferro em cima do papel. Este processo vai fazer com que o plástico derreta e vá fechando o lençol de plástico. 



Sugiro que ponha uma toalha turca dobrada por baixo do sitio onde vai passar o ferro, para que não estrague o chão com o calor do ferro.

Repita este processo a toda a volta do plástico com excepção do sitio onde ficou a dobra do meio do plástico, esse lado já é fechado. Num dos lados mais pequenos do colchão, deixe uma abertura com cerca de 5 cm. Marque a abertura com caneta de acetato. 



No final deverá ter o plástico todo fechado e com uma pequena abertura. Deite um pouco de corante alimentar (opcional) por essa abertura e insira aí a mangueira. Dependendo do tamanho do colchão, este deverá demorar entre 15 a 30 minutos a encher. 



Quando cheio, feche a abertura com fita adesiva larga, molhe-o por cima e comece a brincadeira!!!





No final, retire a fita e esvazie o colchão. Poderá utilizá-lo mais uma ou duas vezes, dependendo do estado em que ficou após a brincadeira. 


Artigo e fotografia de Pintas Laranja
Direitos Reservados